O MELHOR DO PSYTRANCE

VOCÊ ENCONTRA AQUI!

Bl4ck Hole grava clipe na Floresta Amazônica

O artista brasileiro Rafael Arruda, que dá vida ao projeto “Bl4ck Hole”, produziu e lançou a track “Clariana” em 2020, em homenagem à sua irmã, de nome Clariana. Para complementar o lançamento da música, o artista produziu um BAITA clipe, no meio da Floresta Amazônica!

O som é um remix da música “Clariana” da banda Clarianas, um grupo musical formado por 3 cantoras (Martinha Soares, Naloana Lima e Naruna Costa), um violeiro/violonista (Giovani Di Ganzá) e uma uma percussionista (convidada), que tem como mote principal a investigação da voz da mulher “ancestral” na música popular do Brasil. Batemos um papo com o artista e com a Clariana Arruda, irmã de Rafael, que além de ser a musa inspiradora da track, foi uma das roteiristas e protagonista do vídeo! Eles dividiram com a gente alguns significados ocultos dentro da narrativa do clipe!

“O clipe surge da ideia de uma homenagem fraterna, feita do Rafa pra mim, mas que atravessou muitos outros campos.”

Eles nos contaram que o todos os elementos e locais presentes nas gravações são de extrema relevância em suas vidas. Um dos principais cânticos da música: ““ Eu vi a ana nascer no colo da mata e o dia raiou”, remete ao meu próprio renascimento como mulher, dessa vez fortificado pelas mãos de mulheres artistas manauaras, que me iniciam e me fortificam na atmosfera amazônica.” disse Clariana.

A cenografia conta com Fogo, terra, água e ar. Percorrendo os 4 elementos de forma ritualística, o clipe começa com uma fogueira onde acontece um ritual, representando a queima de antigos preceitos. Em seguida, Clariana é iniciada no reino das águas, fazendo alusão aos sentimentos que muitas vezes ficam guardados. O ar vem em forma de arte circense em tecido e representa fluidez. E a terra, é onde todas as mulheres dançam e retiram a venda de seus olhos, dando início a uma NOVA VISÃO. A caverna psicodélica representa o lado sombrio de toda mulher, que precisa ser visto, acolhido e trabalhado.

Por fim, Rafael Arruda aparece na gravação, acordando de um sonho lúcido, como se o clipe todo estivesse passando apenas em sua mente. Ficou curioso? Dá um play:

Profundo, né galera?! O clipe traz muita reflexão sobre o caminho de autodescoberta da mulher, que muitas vezes fica adormecido até o final de sua vida. Criar consciência dos seus próprios sentimentos, escolhas, verdades, força e principalmente suas sombras, não são tarefas muito fáceis – muito pelo contrário-.

O que achou da Obra?! Conta pra gente lá no Insta da Hïbpm!

Acompanhe o artista nas Redes Sociais:

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

SIGA-NOS NO INSTAGRAM

QUER CONTEÚDO EXCLUSIVO? CADASTRE-SE NA HÏ BPM GOLD!

CONTATO

(11) 9 3455-5554 ADMINISTRATIVO

(11) 9 2001-9508 EDITORIAL

ONDE ESTAMOS

RUA VICENTE LEPORACE, CAMPO BELO, CEP: 04619-035 - SÃO PAULO - SP