O MELHOR DO PSYTRANCE

VOCÊ ENCONTRA AQUI!

Enciclopédia do Psytrance – Carreira #51: Fabio Leal

Com a ideia de explorar mais a fundo o mundo do Psytrance, nós da Hï BPM resolvemos criar a Enciclopédia do Psytrance, para apresentar nosso olhar sobre diversos temas ligados a cena.

Enciclopédia do Psytrance terá o formato de resenhas em série, com um texto novo todas as sextas-feiras. Primeiro falaremos sobre os projetos e carreiras de DJ’s. Hoje exploramos um pouco mais da história de Fabio Leal.

Para visualizar outros textos da nossa Enciclopédia do Psytrance, basta clicar aqui.

Origem

O brasileiro Fabio Leal é um dos grandes nomes nacionais presentes na cena do PsyTrance no mundo. Dono de um estilo único, de uma técnica de mixagem aprimorada e de muita personalidade, Fabio sempre busca aprimorar suas apresentações, entregando um som psicodélico e progressivo de muita qualidade para o seu público.

Fabio entrou em contato com a música eletrônica quando ainda era bem novo e frequentava matinês. Conforme já comentou em entrevistas, ele gostava de ficar nas pistas eletrônicas dos eventos, onde tocava dance music, as vezes, um house ou algo do tipo. Assim ele foi conhecendo mais a respeito das batidas mais envolventes e, a partir daí, começou a descobrir os artistas e músicas que mais lhe agradavam.

Mais para a frente, ele virou um amante do Drum’N Bass e do Techno, e foi mergulhando cada vez mais no mundo da música eletrônica. Sua maior inspiração veio no evento “Megavonts”, festiva que ele compareceu quando era adolescente e onde haviam palcos de Techno, House, Trance e Drum’N’Bass. Foi vendo algumas das apresentações que aconteceram lá que ele passou a olhar o Psytrance com outros olhos. 

A partir daí ele decidiu pesquisar mais sobre o gênero, se encontrando no trance progressivo e psicodélico. Aprendendo cada vez mais e buscando sempre o novo, ele atingiu o nível altamente refinado que ele toca hoje em dia. 

Características

Fabio Leal acredita e é defensor do verdadeiro Psytrance Progressivo, sendo à favor da quebra de padrões produtivos, que acabam por limitar a criatividade do músico e desestimular o diferente na cena. Acreditando que a música é uma expressão criativa particular de cada artista, a rotulação ou limitação comercial que, muitas vezes, domina a cena representa um grande desafio para o gênero hoje em dia. 

Fabio foi o primeiro nome brasileiro a se vincular a Zenon Records, gravadora australiana de Psytrance e uma das maiores atuantes hoje em dia. A gravadora, como ele mesmo diz, incentiva a produção musical criativa, valorizando projetos de personalidade e que apresentam novidades para o público, estimulando a evolução da cena. 

As semelhanças no modo de pensar entre o produtor e a gravadora, inevitavelmente, resultou numa bela parceria, que já dura cerca de 12 anos. Juntos, e com a ajuda dos outros integrantes do time, eles buscam valorizar todas as características louváveis dessa admirável obra de arte que é a o trance psicodélico. Valorizando o processo criativo de cada artista, valorizando o diferente, o inovador, o futuro, eles se destacam cada vez mais na cena mundial.

Um breve parênteses deve ser feito aqui. O trabalho da gravadora é, de fato, admirável. Seu time conta com diversos excelentes produtores, como: Grouch, Ryanosaurus, Pspiralife, Klipsun e outras feras. Presentes (e devidamente valorizados) nos maiores festivais ao longo do mundo, esse time apresenta um leque gigante de possibilidades musicais ao seu público, que convergem para um estilo musical diferenciado, estimulante, envolvente e progressivo.

Agora, voltando a falar do Fabio. Além de seus ideais serem muito bem expressos em seus trabalhos, sua qualidade musical também contribui (e muito) para o nível de excelência apresentado ao público. Os DJ Sets dele são verdadeiras obras primas, nas quais ele consegue passar muitos de seus sentimentos e pensamentos para a pista. Suas apresentações contam com uma progressão de se tirar o chapéu, daquelas que é difícil se encontrar hoje em dia. Não existe pressa, não existe fórmula, não existe apelo. 

Valorizando a Psytrance progressivo natural e não apelativo, seus trabalhos contam com diversas camadas musicais, que se somam e se alternam de forma muito fluida, resultando em uma experiência amplamente psicodélica e envolvente. A influência do techno também está presente em suas criações mais recentes, principalmente nas sequências de baterias, caracterizando uma identidade musical única para o projeto.

Conhecido por técnicas de mixagem diferenciadas e únicas, em suas apresentações ele opera com dois programas ao mesmo tempo e com diferentes tipos de controladores de “midi”. O resultado da combinação é uma infinidade de possibilidades que lhe permitem variar os seus sets sem ter ficar mexendo no computador o tempo todo. Buscando sempre apresentar uma experiência nova para ele mesmo e para quem está ouvindo, ele customiza as músicas que toca com a sua assinatura musical. Mixando itens de bateria, loops de percussão, misturando novas basslines ou trechos de synths de outras tracks, Fabio vai sentindo a energia da pista, sentindo a energia do set e improvisando ao longo da apresentação. 

Esta técnica refinada e adaptável lhe permite criar sets memoráveis, muito envolventes e sempre com novidade. Você não vai vê-lo se apresentando mais de uma vez com o mesmo set sendo tocado, apenas mudando a ordem de algumas músicas e mantendo a mesma cara do set. Cada apresentação é única, com uma atmosfera diferente, com uma energia diferente, indo desde músicas mais introvertidas até músicas mais extrovertidas; de músicas mais leves à músicas mais densas.

Conforme ele mesmo diz, ele busca sempre trazer algo novo para suas apresentações, aprimorando cada vez mais a sua técnica e evidenciando o que realmente importa: o seu trance psicodélico e progressivo. Seu estilo único e sua diversidade musical trouxeram reconhecimento pelo seu trabalho e o levaram à diversos dos maiores festivais ao longo do mundo, como: Boom Festival (Portugal), Freqs Of Nature (Alemanha), Tree Of Life (Turquia), Rainbow Serpent Festival (Australia), Universo Paralello, Mundo de Oz e outros gigantes. 

Apresentações Memoráveis

Dentre suas diversas excelentes apresentações, separamos algumas para você curtir. Para começar, a épica apresentação no Boom Festival de 2018.

Outra que merece muito destaque é a apresentação feita no Adhana na edição de 2016/2017.

https://www.youtube.com/watch?v=k1NsVKkDuu8&t=1426s

Desde o mês passado, Fabio vêm lançando sets semanais pela Zenon Records. Neles, a ideia é interferir pouco nas músicas originais, valorizando cada música por completo, sendo ela nova, velha, lançada ou não, de estilos variados…Enfim, o foco é a música boa que nos relembrem das celebrações, das pessoas que conhecemos, dos bons sentimentos, bons valores e bons momentos que já vivemos. Uma bela forma de mantermos viva a cultura festiva do Psytrance nos tempos atuais. Dá uma olhada no primeiro set que ele lançou:

Fabio Leal representa o Brasil na cena mundial e, mais que isso, representa uma visão de evolução do gênero musical. Sua ideia de ver uma cena diversificada e equilibrada aqui no Brasil é a mesma de outros artistas, de produtores e de muitos fãs.

🎧 Acesse SoundCloud: Fabio Leal

 

Pautas da Semana
+ Kallel, com apenas 11 anos, é uma das principais promessas da cena Psytrance nacional
+ Reverence lança novo remix com Paranormal Attack
+ Clássicos do PsyTrance #3 – Burn in Noise em apresentação épica no Boom Festival de 2016
+ Abraços nas raves: uma reflexão sobre o nosso futuro
+ Salva Ingresso e Oficina DJ promovem projeto voltado para novos DJs

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

SIGA-NOS NO INSTAGRAM

QUER CONTEÚDO EXCLUSIVO? CADASTRE-SE NA HÏ BPM GOLD!

CONTATO

(11) 9 3455-5554 ADMINISTRATIVO

(11) 9 2001-9508 EDITORIAL

ONDE ESTAMOS

RUA VICENTE LEPORACE, CAMPO BELO, CEP: 04619-035 - SÃO PAULO - SP