O MELHOR DO PSYTRANCE

VOCÊ ENCONTRA AQUI!

Enciclopédia do Psytrance – Carreira #50: Dickster

Com a ideia de explorar mais a fundo o mundo do Psytrance, nós da Hï BPM resolvemos criar a Enciclopédia do Psytrance, para apresentar nosso olhar sobre diversos temas ligados a cena.

Enciclopédia do Psytrance terá o formato de resenhas em série, com um texto novo todas as sextas-feiras. Primeiro falaremos sobre os projetos e carreiras de DJ’s. Hoje exploramos um pouco mais da história de Dickster.

Para visualizar outros textos da nossa Enciclopédia do Psytrance, basta clicar aqui.

Origem

Richard Charles Trevor, ou Dick Trevor, é o nome por trás do projeto Dickster. O produtor britânico é um dos maiores nomes do Psytrance hoje em dia e ocupa esta posição desde a década de 90. Dickster é, hoje, o seu principal projeto, e é um dos projetos mais renomados de Psytrance atuantes, tendo além do grande prestígio, muita qualidade musical e energia.

Natural de Londres, Dick teve o seu primeiro contato com a música eletrônica ouvindo The Human League e Gary Numan quando tinha 10 anos, nos início dos anos 80. A partir daí, ele foi entrando cada vez mais em contato com a música eletrônica e, mesmo não curtindo muito as primeiras músicas ácidas do final daquela década, ele foi se cativado pela música trance da Alemanha no início dos anos 90. Ao ouvir “The Orb’s Little Fluffy Clouds” pela primeira vez, se interessou muito pelo estilo e, a partir daí, a vontade de tocar esse tipo de música começou.

Dick começou a frequentar festas Goa no Reino Unido, se divertindo com a energia diferente, a natureza colorida e as músicas lançadas pela TIP e pela Dragonfly Records, duas já renomadas gravadoras na época. O estilo das músicas envolveram e motivaram ele a começar a produzir músicas neste estilo. 

Cursando Engenharia do Som na única faculdade que tinha o curso no Reino Unido na época, ele conheceu Matt Coldrick, e juntos eles começaram a produzir no projeto The Green Nuns Of The Revolution. Dick levou a primeira produção da dupla para Goa (Índia), onde à apresentou para diversos DJ’s que conheceu por lá, dentre eles, Raja Ram, que assinou a música com a TIP Records.

O projeto foi um sucesso, um dos principais nomes do Fullon na década, lançando músicas pela maioria das gravadoras inglesas da época. Depois de alguns anos, os dois se uniram ao tecladista Neil Cowley, que enriqueceu ainda mais o projeto e, em 1997, eles lançaram o álbum “Rock Bitch Mafia”, pela gravadora Flying Rhino. O álbum foi um dos principais lançados na época, influenciando o gênero por vários anos. O trio se apresentou pelo mundo todo, com apresentações que contavam com guitarra, teclado ao vivo e, às vezes, até um percussionista extra. 

Em 1998, eles seguiram caminhos separados e Dick começou a realizar produções com diversos outros produtores da cena, fazendo colaborações com: James Monro, formando o projeto Bumbling Loons; com Simon Posford, em Infernal Machine; com Tristan, como Trickster e mais alguns outros nomes da cena na época.

Investindo cada vez mais no projeto Dickster, ele foi se aperfeiçoando na produção e criando uma incrível conexão com seu estúdio, se tornando “parte homem, parte máquina”. Seus extensos conhecimentos de produção o fazem ser requisitado diversas vezes para conselhos e ensinamentos, fornecidos a qualquer um que se interesse pela música. Entre seus ex-alunos, estão: Riktam (GMS), Junya (Eskimo) e Leon (Avalon). 

Além das parcerias realizadas nos anos 90, Dick ainda realizou outras parcerias com feras como: Burn in Noise, formando o belo projeto Circuit Breakers; “AAH YEAH”, com o dono da Nano Records, Regan; “Infiniti Gritti”, com Ajja e Burn in Noise; e “Dickster & GMS”, com Riktam

Características

Deu para ver que o cara sabe fazer Psytrance de qualidade né? Sendo uma das maiores referências até hoje, para desde os produtores iniciantes até os mais renomados na cena hoje em dia. E não é para menos. Dick tem um conhecimento gigante, uma qualidade musical impressionante e consegue transpassar muita energia tanto em suas músicas, quanto em suas apresentações.

Suas músicas são marcadas por uma linha de baixo muito potente e bem definida, somada a um exímio domínio de sintetizadores que cria os excelentes timbres psicodélicos que dão brilho ao seu som. Isso sem contar os diversos drops insanos e uma ótima sequência de bateria que dão um ritmo muito dançante para as produções. De fato, sua mente brilhante se reflete na qualidade do seu trabalho. 

Suas apresentações são uma experiência divertida e altamente psicodélica, que transformam as pistas por onde ele passa em uma explosão de êxtase, onde é impossível ficar parado. A atmosfera criada é a união de sua qualidade musical com a energia que ele passa para seu público. 

Sucessos

Dickster possui uma infinidade de músicas lançadas pelas mais diversas gravadoras, assim como diversas parcerias realizadas, participação em compilações e um álbum lançado em 2015

“Inebriatti” foi lançado pela Nano Records e conta com músicas dele solo, de parcerias realizadas e de outros projetos dos quais ele participa. Dentre elas, podemos citar algumas como: “Cafeinator”; “Shimmer”, gravada pelo projeto Bumbling Looms; “Hack a Haka”, em parceria com Space Tribe; “Keep it Surreal”, em parceria com Earthling; “Nighty Night”, gravada com Burn in Noise, pelo Circuit Breakers; e outras ótimas músicas.

Além do seu álbum, podemos citar alguns dos seus diversos sucessos lançados, como: “Tumbleweed”, em parceria com Burn in Noise; “Embrace Life”, em parceria com Avalon; “Rik’s Dik Pix”, em parceria com GMS e Pixel; e “Memory Reset”, em parceria com GMS.

Dicskter ainda gravou alguns EP’s em parcerias que merecem destaque, como “Brazinglish”, gravado em parceria com Burn in Noise em 2009; “Turn on The World”, gravado em parceria com Space Tribe em 2017; e “Blood Lines”, gravado com GMS em 2018.

Outro que merece destaque é o álbum compilado “The Dickster Collection”, lançado em 2019 e que conta com diversos sucessos do projeto, como: “Dark Passenger”, em parceria com GMS; “Mind Probe”, uma das excelentes criações do projeto Circuit Breakers; “Elastic Dreams” e mais nove outras músicas de arrepiar. 

A lista é longa, são diversas músicas lançadas, sempre com um altíssimo nível de qualidade musical. Por fim, podemos citar sua produção mais recente, “Strange Goblin”, lançada em parceria com Outsiders em 2019

Se você é fã de Full On, gosta de groove e ainda não conhece essa fera, vale muito a pena dar uma olhada no trabalho dele!

🎧 Acesse SoundCloud: Dickster 

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

SIGA-NOS NO INSTAGRAM

QUER CONTEÚDO EXCLUSIVO? CADASTRE-SE NA HÏ BPM GOLD!

CONTATO

(11) 9 3455-5554 ADMINISTRATIVO

(11) 9 2001-9508 EDITORIAL

ONDE ESTAMOS

RUA VICENTE LEPORACE, CAMPO BELO, CEP: 04619-035 - SÃO PAULO - SP