O MELHOR DO PSYTRANCE

VOCÊ ENCONTRA AQUI!

Enciclopédia do Psytrance – Carreira #45: Earthspace

Com a ideia de explorar mais a fundo o mundo do Psytrance, nós da Hï BPM resolvemos criar a Enciclopédia do Psytrance, para apresentar nosso olhar sobre diversos temas ligados a cena.

Enciclopédia do Psytrance terá o formato de resenhas em série, com um texto novo todas as sextas-feiras. Primeiro falaremos sobre os projetos e carreiras de DJ’s. Hoje exploramos um pouco mais da história de Earthspace.

Para visualizar outros textos da nossa Enciclopédia do Psytrance, basta clicar aqui.

Origem

Hoje é dia de falar de um brasileiro gigante na cena: Earthspace. O projeto criado pelo cearense Matheus Nogueira é hoje um dos grandes nomes do Full On Groove no mundo e nós vamos contar um pouco mais sobre a história dessa fera.

Natural de Fortaleza (CE), Matheus começou a se interessar por música quando tinha nove anos. Ao ganhar de presente o CD “Nevermind”, da banda Nirvana, ele começou a desenvolver cada vez mais o seu lado musical, se apaixonando pelo rock. Matheus fez aulas de violão clássico, aprendeu a tocar guitarra e participou de algumas bandas de rock

Mas seu interesse musical por outros instrumentos e estilos musicais sempre existiu, curiosidade que o levou a conhecer o rock psicodélico. Na mesma época o Psytrance estava começando a se destacar mundialmente e, ao entrar em contato com este estilo de som, ele se apaixonou. Com 15 anos na época, Matheus se interessou pela textura e pelo conceito musical que o novo estilo apresentava e que era diferente de qualquer outro gênero que ele conhecia. 

Ao frequentar festivais e festas de psytrance, seu interesse pelo estilo só aumentava e as possibilidades de transpassar suas ideias para o som contribuíram muito para que ele começasse a produzir o estilo. Em 2005, ele comprou um computador barato e começou a se jogar na produção musical. Ao conhecer o seu amigo Lucas Donadel, eles decidiram começar o projeto Earthspace juntos. Pouco tempo depois, por conta de trabalhos e correrias da vida, Lucas acabou saindo do projeto e Matheus decidiu continuar solo. Hoje, o projeto já tem 15 anos. 

Características

Matheus não possui uma fonte de influência específica, sendo influenciado por diversos instrumentos e estilos musicais, inclusive pelos barulhos do meio urbano. Mas, falando de artistas de Psytrance, ele cita alguns como referências: Infected Mushroom, Rinkadink, Lucas O’Brien, Tristan, Ajja, Earthling, Shekinah e Pedrão

Amante da música psicodélica, ele não é fã de rótulos e definições. Segundo ele, seu som é música psicodélica.

O fato é que, rotulando ou não, suas produções são de altíssimo nível. Earthspace é, de fato, muito, extremamente, psicodélico. Matheus consegue trabalhar com diversos elementos juntos, criando músicas muito intensas e com uma harmonização de se tirar o chapéu. Seu som é muito consistente, possui uma linha de baixo imponente, drops explosivos, sintetizadores modernos e muito groove. Sem contar os diversos efeitos psicodélicos que tornam a música muito ambientalizada e envolvente. 

Não é a toa que o projeto é conhecido mundialmente e ocupa line ups de diversos festivais ao longo do mundo, como: Boom Festival (Portugal), Antaris Festival (Alemanha), Universo Paralello, Ozora Festival (Hungria), Poison Festival (México) e diversos outros. Suas apresentações são sempre envolventes, marcantes, dançantes e, com certeza, muito psicodélicas. 

Sucessos

Earthspace faz parte do time da gigante Nano Records, gravadora responsável pelo lançamento do seu tão esperado álbum de estreia: “As Above So Below”, em 2017. O álbum conta com belas produções, podemos citar alguns exemplos como: “No Rest For The Blast”; “Off To The Moon”, em parceria com Burn in Noise“As Above So Below” e “Capricorn”, em parceria com Ingrained Instincts.

.

O projeto também lança produções por algumas outras gravadoras respeitadas na cena, como a brasileira Mosaico Records. Entre seus lançamentos, estão as ótimas: “Loco”, em parceria com Burn in Noise e Shekinah; “Transcend”, em parceria com Imagine Mars; “Portion of Ourselves”, em parceria com Menog; “Freaking Out”; “Let’s Get Weird”, em parceria com Technology

Isso sem contar o EP “Machines Reflecting Love”, lançado neste ano.

Curiosidades

Matheus ainda faz parte de outro projeto PsyTrance: Melting Point, uma colaboração entre ele e Braincell (Ralph Knobloch). O projeto tem cerca de dois anos, e é a união de dois artistas incrivelmente criativos e psicodélicos. O resultado você já sabe ou pode imaginar né? Psicodelia! A dupla produz um som potente, vibrante e muito psicodélico. O álbum “Tale from Within” foi lançado em Novembro do ano passado e representa bem a união da dupla. Dá uma conferida:

🎧 Acesse SoundCloud: Earthspace


Pautas da Semana
+ Infected Mushroom lança novo álbum: “More Than Just a Name”

+ Hi Profile lança Sample Pack para ajudar novos Produtores
+ Quatro dias de rolê sem sair de casa? Vem aí, RAVE IN HOUSE!

+ Clássico de Zyce e Liquid Soul ganha versão de Vegas
+ Reflexão: De volta às raízes do Psytrance

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

SIGA-NOS NO INSTAGRAM

QUER CONTEÚDO EXCLUSIVO? CADASTRE-SE NA HÏ BPM GOLD!

CONTATO

(11) 9 3455-5554 ADMINISTRATIVO

(11) 9 2001-9508 EDITORIAL

ONDE ESTAMOS

RUA VICENTE LEPORACE, CAMPO BELO, CEP: 04619-035 - SÃO PAULO - SP