O MELHOR DO PSYTRANCE

VOCÊ ENCONTRA AQUI!

Enciclopédia do Psytrance – Carreira #43: Gotalien

Com a ideia de explorar mais a fundo o mundo do Psytrance, nós da Hï BPM resolvemos criar a Enciclopédia do Psytrance, para apresentar nosso olhar sobre diversos temas ligados a cena.

Enciclopédia do Psytrance terá o formato de resenhas em série, com um texto novo todas as sextas-feiras. Primeiro falaremos sobre os projetos e carreiras de DJ’s. Hoje exploramos um pouco mais da história de Gotalien.

Para visualizar outros textos da nossa Enciclopédia do Psytrance, basta clicar aqui.

Origem

Alberto Zatta é o nome por trás do projeto Gotalien. Natural de Padova, na Itália, Alberto faz parte da nova geração de produtores que decidiu se aventurar nos altos BPM’s. Nascido em 1990 e produtor desde 2010, ele começou a produzir Hitech desde o começo de sua jornada, e vem se aperfeiçoando cada vez mais na produção.

Em 2012, lançou seu primeiro EP, “Weedout Sense”, pela Electric Moon Records. Em 2013, ele se juntou ao time da Noise Poison Records, o que lhe garantiu uma forma de expandir seu trabalho ao longo do mundo, realizando mais parcerias com artistas da cena e se apresentando em mais festivais. Alberto lançou seu primeiro álbum, “Quantomia”, em 2015, pela Kamino Records.

Características

Com muita qualidade musical, o projeto Gotalien rapidamente se tornou mundialmente conhecido. Suas linhas de produção giram em torno dos 200 BPM’s, criando músicas extremamente psicodélicas, rápidas e harmônicas.

Alberto combina muito bem a velocidade extremamente alta de suas produções com melodias cativantes, synths modernos e ótimas variações de bassline, transformando seus sets em uma deliciosa viagem por outras dimensões. Não é à toa que, rapidamente, o seu projeto agitou as pistas de diversos festivais ao longo do mundo. Indo desde a Índia até México e Brasil, onde se apresentou em diversos festivais como Anacã, Abdução Psicodélic, Gaia Connection e outros.

Curiosidades

Paralelamente ao seu projeto inicial, Alberto ainda participa de mais dois projetos: Uka Uka e Gotavat.

Uka Uka é mais um projeto solo, caracterizado por BPM’s mais baixos, mais groove e drops mais agressivos, criando um ritmo bem dançante. O projeto é um som de transição, onde ele mistura efeitos 3D, basslines mais “grooveadas”, com características de Oldschool e Forest. 

O projeto teve origem em 2017 e também ocupa uma posição de destaque na cena, vinculado à Sangoma Records, junto com outras feras como Fungus Funk, Gaspard e Rezonant. Uka Uka também está presente nos line ups de diversos festivais pelo mundo, inclusive no Ozora Festival em 2019, por exemplo.

Além desses dois lives, Alberto ainda participa de mais um projeto de muita qualidade: Gotavat.

Gotavat é a união de dois produtores extremamente hábeis no que fazem, Gotalien e Mimic Vat, do português André Penalva, outro gigante do Hitech. O resultado não podia ser algo diferente de um som extremamente bem produzido. Com BPM’s variando de 180 a 200, muita psicodelia e muita energia, suas apresentações levam as pistas à loucura. Suas tracks são lotadas de efeitos 3D, drops insanos, basslines agressivas e um ritmo extremamente dançante. Se você quer ouvir um Hitech “pra frente” e de muita qualidade, não pode deixar de ouvir esses caras.

🎧 Acesse SoundCloud: Gotalien



Pautas da Semana
+ Em Agosto a Croácia recebe mais uma edição do Mo:Dem Festival

+ DJs se unem para entreter os ravers durante isolamento social
+ Psytrance no Tomorrowland Bélgica: Conheça os artistas do Psygathering
+ Shiva Shankar e Prime Trance se unem para realizarem a Shiva Prime
+ Festival Mundo de Oz tem nova data confirmada para o fim de Outubro

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

SIGA-NOS NO INSTAGRAM

QUER CONTEÚDO EXCLUSIVO? CADASTRE-SE NA HÏ BPM GOLD!

CONTATO

(11) 9 3455-5554 ADMINISTRATIVO

(11) 9 2001-9508 EDITORIAL

ONDE ESTAMOS

RUA VICENTE LEPORACE, CAMPO BELO, CEP: 04619-035 - SÃO PAULO - SP