O MELHOR DO PSYTRANCE

VOCÊ ENCONTRA AQUI!

10 artistas que fizeram história na Black Tarj do El Fortin

Escrito por Alan Medeiros

O litoral catarinense realmente é um lugar abençoado em todos os sentidos. Como se não bastassem as belas praias e o povo hospitaleiro, a vida noturna por lá também é bem agitada. Apenas em um raio de 50 quilômetros estão localizados três dos 100 melhores clubs do mundo segundo o ranking da DJ Mag, e entre eles está uma das casas mais democráticas de todo o Brasil: o El Fortin.

Com seus três ambientes, todos os eventos são marcados pela diversidade musical que, consequentemente, cria um ambiente de inclusão unindo mais e mais pessoas em prol da música eletrônica, assim como o próprio slogan do club propõe: “Sem rótulos, sem preconceitos, apenas amor à boa música”. Seus 13 anos de história refletem o sucesso e todo o trabalho de ponta realizado pensando no público.

Black Tarj

Quem conhece as diferentes pistas sabe que a noite por lá pode proporcionar experiências mágicas, afinal, se enquanto no Mainstage pode estar rolando o melhor do tech/bass house, a alguns metros dali lendas do psy/progressive trance estão colocando todo mundo para pular e dançar em uma mistura intensa de euforia e emoção, criando uma atmosfera pouco vista em outros lugares.

A tradição da casa com o high bpm é de longa data. Desde os primórdios do El Fortin, a pista conhecida como Black Tarj recebeu praticamente todos os maiores artistas do gênero, como Astrix, Neelix, Vini Vici… a lista é longa. Por essa e por outras, nós decidimos falar um pouco sobre 10 headliners que deixaram seu nome marcado em apresentações no club. Vamos lá?

Astrix

Avi Shmailov é o nome de batismo de Astrix, um dos DJs e produtores de psytrance mais adorados e respeitados de toda a cena. Natural de Israel, terra de muitos outros grandes artistas de trance, ele já acumula mais de 20 anos de carreira e  trabalhou ao lado de Infected Mushroom, G.M.S e inclusive com os brasileiros do Wrecked Machines.

Neelix

Quem conhece Neelix sabe que sua carinha de “nerd” não engana mais ninguém. O DJ e produtor alemão é um dos nomes mais poderosos da cena, começou a produzir por volta de 1998 e lançou sua primeira track em 2002. Henrik Twardzik tornou-se referência absoluta no progressive trance e é sempre uma das atrações mais pedidas no club.

Hi Profile

A Grécia é uma nação pequena, mas foi lá que surgiu um grande artista para o trance: Tasos Antoniou aka Hi Profile. Tasos foi o fundador do estilo no país e, recentemente, foi homenageado pela UNESCO por sua contribuição no resgate da herança da cultura musical. No Brasil, ele pisou pela primeira vez em 2013 e, no El Fortin, fez sua estreia em 2016.  

Chapeleiro

Nosso país também possui um representante gigantesco na cena prog atualmente. Responsável por diversas noites memoráveis no El Fortin, Chapeleiro começou a tocar nos anos 2000 e 10 anos depois alcançou uma visibilidade monstruosa, construindo uma base de fãs verdadeiramente fiel ao seu som, sempre carregando um arsenal de tracks pesadíssimas.

Bliss

As apresentações do israelense Bliss são sempre um show à parte. O artista foi além e trouxe para batidas psicodélicas e intensas do trance o som autêntico de sua guitarra, instrumento presente também em diversas de suas produções. Recentemente ele celebrou 5 anos de carreira.

Vini Vici

O terceiro israelense da lista na verdade são dois artistas, estamos falando de Vini Vici, projeto formado por Aviram Saharai & Matan Kadosh. Os DJs já ganharam diversos prêmios juntos, inclusive um disco de ouro com a faixa Great Spirit, produzida junto de Armin Van Buuren. Outro remix que também marca um dos maiores sucessos da dupla é Free Tibet.

Mandragora

Impossível continuar essa lista sem colocar o nome de Mandragora por aqui. O mexicano tem um estilo irreverente e um carinho muito grande pelo Brasil (inclusive sabe falar a língua muito bem). No ano passado, o artista lançou 27 faixas divididas em três álbuns em apenas um mês, um fato incomum na cena eletrônica, tudo isso para quebrar rótulos e mostrar que tem habilidade de sobra também como produtor musical.

Sajanka

Avishai Grinbaum é um dos mais jovens dessa lista e o que estreou a carreira mais recentemente também, em 2014. Seu som possui bastante influências étnicas e geralmente leva um BPM acima da média. Seu retorno no El Fortin está marcado para o mês de maio, dia 18.

UnderCover

Quando falamos que Israel era terra de muitos outros artistas do trance não estávamos brincando. O país tem o estilo como uma paixão nacional e o projeto UnderCover é mais um excelente resultado do investimento na formação de DJs por lá. Adam Belo e Almog Shmueli também somam cinco anos lado a lado produzindo músicas que misturam características futurísticas e retrô.

Vegas

Fechamos nossa seleção de artistas memoráveis que já passaram pelo “Trevas” com outro brasileiro, o catarinense Paulo Vilela aka Vegas! Com quase 10 anos na estrada, ele já conquistou um número expressivo de seguidores com seu estilo único e original, em breve, realizará sua primeira tour pela Índia, levando o produto nacional para outros cantos do planeta.

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

SIGA-NOS NO INSTAGRAM

QUER CONTEÚDO EXCLUSIVO? CADASTRE-SE NA HÏ BPM GOLD!

CONTATO

(11) 9 3455-5554 ADMINISTRATIVO

(11) 9 2001-9508 EDITORIAL

ONDE ESTAMOS

RUA VICENTE LEPORACE, CAMPO BELO, CEP: 04619-035 - SÃO PAULO - SP