O MELHOR DO PSYTRANCE

VOCÊ ENCONTRA AQUI!

Adhana Festival 2018 – Dia 3 [DIÁRIO DA RAVE]

Durante o Adhana Festival, publicaremos aqui na Hï BPM nossa experiência resumida de cada dia. Confira conosco como foi nosso terceiro dia nesse grande evento.

Bom mas começando pela manhã, o despertar foi bem tranquilo, acordamos por volta das 08h com aquele somzinho gostoso do palco Tribos de fundo. O sol já estava posicionado, e depois de um café da manhã reforçado, o destino foram os workshops Bastidores do Adhana , Mercado, Agenciamento e Carreira, e Mídia e Marketing. Com muitos detalhes e um papo bem aberto com espaço pra perguntas, o pessoal da DM7 tirou dúvidas e compartilhou detalhes conosco sobre tudo que envolve o Adhana, questões burocráticas, o tema da proibição das crianças, além de detalhes como a arrecadação total de mais de 3 toneladas de alimentos que serão doados localmente, e o número de empregos que o evento gera na cidade (só de Rio Negrinhenses trabalhando no evento são mais de 600!).Tudo isso e muito mais foi falado, até mesmo sobre edições futuras (um viva a isso!). Fique ligado nos próximos dias, pois vamos compartilhar vídeos com o conteúdo desses workshops.

Além deles, rolou também as oficinas simultaneamente no Espaço Raízes. Lá às 10h rolou a oficina Sagrado Feminino. As palestrantes começaram com afirmações positivas e aplicação de óleos essenciais em todas as mulheres que estavam ali como ouvintes. Tal processo seguiu para uma meditação guiada, e após isso, a palestrante contou sobre o sagrado feminino e seu significado na força da mulher, junto com importância disso na vivência delas como forma de autoconhecimento. Todas as ouvintes saíram agradecidas.
Na oficina seguinte (às 11h), o tema abordado foi “Autoestima”, onde a palestrante e massoterapeuta Tatiana Cristina, abordou pontos positivos e negativos, dando uma aula e dicas valiosas para atingir a autorrealização.

Reprodução: Adhana Festival

Seguimos às 12h para a acompanhar o set da DJ Thata, também conhecida como Altruism, que animou o público e aqueceu a pista, dando uma prévia do quão intenso seria o dia.
Depois de curtir um pouco do Savana Stage, fizemos a pausa pro almoço. A cozinha comunitária disponível no Adhana estava bem organizada, e preparamos nosso almoço sem problema algum. Com várias botijões instalados, o local comportava com certo conforto os ravers que optaram por fazer sua própria comida.

Agora alimentados e preparados, a pista nos aguardava com Outsiders às 15h, que fez um set explosivo, preparando o psicológico da galera para a chegada do rei Astrix, que iniciou sua apresentação por volta das 17h. Como já é padrão, o rei nunca desaponta seus súditos, e assim que entrou fez com que ninguém ficasse parado um minuto sequer, fazendo 1h45 de set com uma intensidade absurda, fazendo a pista inteira explodir do início ao fim. O ápice de sua apresentação foi o drop de Genetic Lottery, grande sucesso do produtor israelense, que elevou os ravers a um novo patamar de euforia, imortalizando esse momento na memória de todos que tiveram a honra de vivenciá-lo.


Goa Jonas entrou logo após as 18h45, e teve a árdua missão de manter a pista incendiada mesmo com grande parte do público indo buscar água depois do “estrago” causado por Astrix. Ele fez esse papel muito bem, com uma apresentação muito bem elaborada e um som pesadíssimo.

Precisamos desabafar: em vários momentos é extremamente difícil escolher o que fazer, pois são tantas opções legais além das apresentações nos palcos, que decidir ir de um local ao outro é complicadíssimo, exatamente por não querer deixar aquela pista que está simplesmente insana.

Já a noite, Pixel assumiu o comando do Savana Stage, fazendo a pista encher novamente. Sua apresentação fez jus a admiração do público, deixando a galera sem palavras, apenas com bons sentimentos e muita dança. Electric Universe veio em seguida, e chegou com tudo, mantendo a galera lá em cima com uma intro pesadíssima.

Reprodução: Adhana Festival

Logo em seguida, o projeto Alpha Portal (comandado por Astrix e Ace Ventura) conduz os ravers e os prepara para a entrada da madrugada. Novamente, fica difícil encontrar palavras para descrever, mas somando a atmosfera criada pelo festival e todos aqueles lasers, fizeram momentos mágicos acontecerem.

Reprodução: Adhana Festival

Depois de um piscar de olhos e o set do Alpha Portal acabar, o mestre Wegha (que é organizador do Ozora Festival) assumiu a pista e fez a galera continuar seguindo sua viagem. E por fim, mas não menos importante, o projeto Fungus Funk pegou a pista e com aquela psicodelia avançada terminou de sugar nosso último fôlego de hoje.

Saímos da pista e viemos tomar banho e assim como ontem, nenhuma fila e os banheiros seguem organizados. Após banho aquele sono merecido por que quando amanhecer tem muito mais. Está tudo tão lindo! Estamos muito felizes por conseguir compartilhar tudo que estamos vivenciando aqui com vocês. Fique atento em nossas redes sociais e veja o que de melhor acontece no Adhana Festival.

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

SIGA-NOS NO INSTAGRAM

QUER CONTEÚDO EXCLUSIVO? CADASTRE-SE NA HÏ BPM GOLD!

CONTATO

(11) 9 3455-5554 ADMINISTRATIVO

(11) 9 2001-9508 EDITORIAL

ONDE ESTAMOS

RUA VICENTE LEPORACE, CAMPO BELO, CEP: 04619-035 - SÃO PAULO - SP