O MELHOR DO PSYTRANCE

VOCÊ ENCONTRA AQUI!

Festival Mundo Psicodélico 2018 se consolida como evento de cultura alternativa em SP [REVIEW]

No último final de semana tivemos a segunda edição do Festival Mundo Psicodélico no Estádio do Canindé, em São Paulo. Foram mais de 24 horas de musica nesse final de semana que ficou marcado em nossas memórias como uma das melhores experiências do ano. Vem com a gente e descubra tudo que aconteceu por lá.

mundo-psicodelico-pista

O EVENTO

Um dos diferenciais do Mundo Psicodélico é o local do evento. Diferente de outras raves e festivais que acontecem em grandes sítios longe da cidade, o MP traz um mega evento para o coração da maior metrópole da América Latina: São Paulo. Uma cidade imponente, enooorme e de uma diversidade inimaginável. Isso faz com que o público seja misto, ainda mais com a proposta de ter três palcos com vertentes diferentes. E isso é fato: víamos desde o público de low, os ravers e até a galera que curte um som mais voltado ao reggae, MPB, rap e afinds.

Ao chegar no evento, não imaginávamos como seria a disposição dos ambientes, pois é raro termos um evento deste porte no centro da cidade. O Festival conseguiu encher um estádio de futebol com cerca de 15 mil pessoas! No área do gramado foi montado o Palco Psicodélico, e no espaço Village ficaram os outros dois palcos: MP Brasil e Palco Mundo 360, além da praça de alimentação.

Ah, precisamos enfatizar que em um estádio de futebol é impossível não proteger a grama, né pessoal? A gente sabe o estrago que a gente faz nas raves, imagina em um campo de futebol?! Por isso, a grama verdinha foi protegida com um material próprio para shows, para que no final, o solo ainda estivesse intacto (ou quase). Mas isso não foi problema pra quem queria dançar. Afinal, num show desses, o que tem embaixo do pé nem importa, não é mesmo?! Hahaha
Além de usarem o campo inteiro como pista, a tenda também trouxe novidades: feita de estrutura metálica, a tenda abrigava além do público, a equipe técnica de audiovisual, máquinas de fumaça e equipamentos de luz. Uma mega estrutura que conversava com o palco em questões estéticas e funcionais.

O espaço era enorme, com acessos fáceis aos outros espaços do Complexo Canindé, banheiros por todos os lados e bares à disposição em vários pontos da pista. No geral, o local é incrível, confortável, e nos proporcionou experiências muito boas com qualidade e sem perrengue!

DESIGN DO PALCO PRINCIPAL

Em todo evento temos uma ansiedade danada pra saber como vai ser o palco. E pra quem foi, temos certeza que um dos maiores personagens desse rolê foi aquele Gato Psicodélico gigaaante de 6 patas com 40 metros de largura e 16 de altura! Uma estrutura bem grande comparada aos eventos que estamos acostumados.

O projeto é do escritório de arquitetura Stage Model,que já está há um tempo trabalhando na cena psytrance nacional e vem surpreendendo o público com o trabalho de qualidade e a criatividade. Com um show de pirotecnia incrível e canhões de CO2, o grande gato ganhou varias faces e diferentes corpos com a projeção magistral do VJ Vacão. Já falamos aqui o quanto amamos esse cara, né?! Hahha

palco-psicodelico-2

OUTRAS ATIVIDADES

Pra quem precisava respirar um pouco e sair do palco principal, o Complexo Canindé contava com diversos espaços para isso:

PALCO MP BRASIL

O palco MP Brasil estava com um clima super agradável! Reutilizando as cabeças usadas na decoração da Baobá Festival, o palco recebeu Maneva, Dexter, Edi Rock, Ventania e Cidade Verde.

PALCO MUNDO

Pra quem curte um som mais low bpm, o Palco Mundo estava lá pra isso. Com a sensação de estar em uma construção bem antiga, o palco foi montado embaixo de uma estrutura existente e recebeu nomes como Dashdot, Du Serena e Re Dupre.

CHILLOUT

Desta vez o chillas não tinha música. A proposta foi pensada para acomodar as pessoas em um lugar mais reservado e com bancos para sentar. O chillas ficava entre a Praça de Alimentação e os palcos MP Brasil e Mundo. Um ótimo espaço longe do som alto. E para quem preferia descansar mas se manter imerso com a energia da pista, parte da arquibancada do Estádio do Canindé foi liberada para acesso, providenciando maior conforto e uma ótima vista de qualquer ângulo.

REDUÇÃO DE DANOS

Já vimos em outros eventos vários tipos de espaço para redução de danos. A maioria deles tinham em seu projeto o teste de substâncias, cartazes explicativos, massagem terapêutica e até um ombro amigo para ajudar. Sabemos que este tema é bem delicado e merece mais atenção, e sabendo disso, o Mundo Psicodélico levou um grupo de psicólogos para atender no local. A ideia é que fossem reduzidas as quantidades de ocorrências no ambulatório. Essa iniciativa foi ótima, pois nestes casos, um psicólogo consegue realmente ajudar alguém que está passando por uma bad trip.

APRESENTAÇÕES QUE MERECEM DESTAQUE

QUEROX

Por problemas de saúde, o grego Hi Profile que não pôde realizar com Vegas o b2b mais aguardado do evento. Sendo assim, para suprir a expectativa do público, o Mundo Psicodélico decidiu incluir o alemão Toby Liya que dá vida ao projeto Querox. A galera ficou louca ao saber dessa surpresa, e ele não deixou a desejar. Um dos principais ápices (se não o maior) de sua apresentação foi quando tocou Tripical Moon, fazendo muita gente se emocionar. 

REALITY TEST

Há duas semanas, a israelense Nica Iliuchina esteve no Brasil em sua memorável apresentação na Baobá Festival, onde tocou durante o dia. Agora, cheia de energias, voltou ao Brasil para se apresentar no Mundo Psicodélico, desta vez, a noite. Sua apresentação foi bombástica e teve ajuda das famosas JBL que jogavam uma onda sonora fortíssima na galera. As batidas de sua música são super fortes, e foi possível sentir o corpo tremer a cada segundo!

PSYCHO CAT

Com seu famoso capacete preto com orelhas de gato, Guilherme, o homem por traz do Psycho Cat iniciou sua apresentação nos dando as boas vindas ao Mundo Psicodélico, com muuuitos fogos de artifício, muita euforia e boas energias. Se a gente tivesse um aparelho eletrônico pra medir a vibe da pista, nós diríamos que o aparelho iria explodir de tão incrível que estava este momento!

VINI VICI

Fazia um tempo que Vini Vici não se apresentava em São Paulo. E ele veio cheio de energia! Entrou às 4 da manhã com mais uma queima de fogos e tocou diveeersos sucessos. É, realmente a galera gosta de uma pancadaria israelense, né?!

VEGAS

Bom, Vegas é Vegas, né?! Fica até difícil falar! O produtor musical está substituindo aos poucos suas musicas em suas apresentações, mas no MP não deixou de apresentar seus sucessos ”Pratigi”, ”Harmony” e ”Good Things”. Além disso, Vegas trabalhou durante meses sob convite do Astrix para fazer um remix de sua música ”Closer to Heaven”, que testou, de surpresa, na pista do Mundo Psicodélico. Ele só nos enche de orgulho!

MANDRAGORA

O encerramento do Festival Mundo Psicodélico não poderia ter sido melhor, com batidas fortes e um som único na cena. Há quem reclame, mas não podemos negar que o som do Mandragora anima a pista de uma forma muito gostosa. O DJ e produtor recheou seu set de sucessos e encerrou sua apresentação ao meio dia com uma salva de palmas demorada e 15.000 fritos sem pernas espalhados pelo campo do Estádio do Canindé, após queimarem suas últimas energias ao som de hi tech.

AFTER MUNDO PSICODÉLICO

Inicialmente, o Mundo Psicodélico não teria um after. A edição de 2019 teria 18 horas seguidas de festa e acabaria ao meio dia do domingo. Quinze horas já está ótimo pra qualidade do evento, né? Mas eles foram além disso! Muuuuuito além! Poucas semanas antes do evento, anunciaram o after, que aconteceria no mesmo espaço, porém em outro palco.

Ao final do Mundo Psicodélico, já víamos as pessoas se retirando para ir ao outro espaço que estava pronto para receber os ravers. O espaço separado para o after foi o mesmo onde foi montado o Palco MP Brasil. O local era bastante interessante. Tinham muitas árvores, bastante espaço para dançar e não estava cheio.  O palco foi montado embaixo de uma estrutura super bonita e transparente que nos dava uma visão ampla de todas as árvores que tinham no local, e achamos super importante esse contato com a natureza. Algumas pessoas estavam cansadas devido à noite surreal no Palco Psicodélico e tinha bastante espaço para descanso embaixo das árvores. Bastava jogar uma canga e ficar por ali com os amigos.

O line estava impecável!
Sayuri, Azzura, Psychocat e Babalos marcaram presença na festa.
A galera estava super animada, livre, leve e solta hahaha
Era nítida a energia de “after”, quando a gente quer dançar mais, extravasar mais e temos essa oportunidade. Daí se vê uma energia diferenciada, pessoas felizes, danças leves, conversas, abraços e tudo que uma festa boa pode nos proporcionar.
Sayuri e Azzura desta vez tocaram juntos.
A apresentação foi incrível e contou com um misto de sucessos dos dois. Era realmente impossível ficar parado, pois conhecíamos TOOODAS as músicas. Eles arrasaram e a apresentação foi linda demais!
Babalos, que foi um dos principais nomes do line, trouxe músicas mais puxadas pro Hibpm e finalizou sua apresentação, é claro, com Snow Cristal. Ai sim nós vimos a energia do público! Aquela vibe que dá até vontade de chorar assistindo as pessoas dançando, felizes, pulando de alegria. Ao final da apresentação, muuuuitos aplausos, pessoas admiradas; alguns fãs se ajoelharam diante ao ídolo devido à quantidade de sensações que sua música nos proporciona.

A sensação que tínhamos era de “uma festa só para convidados” de tão incrível que estava.
After de respeito!!
Não estava cheio, tinham djs ÓTIMOS, uma energia muito boa e o melhor: dentro da cidade!
Temos certeza que todos saímos de lá sem energias, porém de alma lavada e missão cumprida.
De uma coisa nós tivemos certeza: a equipe do Mundo Psicodélico sabe fazer festa!!

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

SIGA-NOS NO INSTAGRAM

QUER CONTEÚDO EXCLUSIVO? CADASTRE-SE NA HÏ BPM GOLD!

CONTATO

(11) 9 3455-5554 ADMINISTRATIVO

(11) 9 2001-9508 EDITORIAL

ONDE ESTAMOS

RUA VICENTE LEPORACE, CAMPO BELO, CEP: 04619-035 - SÃO PAULO - SP