O MELHOR DO PSYTRANCE

VOCÊ ENCONTRA AQUI!

Baobá reúne 9.100 pessoas em uma celebração INESQUECÍVEL! [REVIEW]

A Baobá Festival – A Lenda de Kiriku com certeza será marcado como o evento das grandes emoções, do início ao fim. Desde uma decoração histórica, apresentações incríveis, a chuva e os ventos que levaram as tendas, cada detalhe fez com que essa celebração fosse intensa. Venha conosco e saiba como foi nossa experiência!

LOCAL DO EVENTO

O local escolhido foi diferente do convencional: ao invés de escolherem um grande sítio, os organizadores foram além. Escolheram um espaço para eventos enorme e pronto para receber as 9.100 pessoas presentes.

Como previsto, os portões do Palácio Sunset em São José dos Campos, interior de São Paulo se abriram às 10h do sábado dia 24 de novembro. O tempo estava nublado, mas o calor presente.

Ao chegar ao evento, percebíamos a quantidade de pessoas trabalhando na organização para que tudo ocorresse conforme planejado. O espaço contava com banheiros de alvenaria, um espaço coberto e com ar condicionado (que serviu como expansão do camping), duas piscinas, duchas e um camping que comportou todo mundo. No mesmo espaço que funcionava o camping, ficava o chill out.

A cidade é bem plana, e tirando proveito disso, tivemos uma vista super privilegiada: vimos o nascer e o pôr do sol de uma forma como há tempos não víamos. Com uma vista 360° do céu, entramos em contato com a natureza que nos cercava: árvores, pássaros, a Lua e o Sol.

Foto: Thiago Gasques

Os espaços do Palácio Sunset são totalmente integrados e próximos: camping próximo da pista que é próxima da piscina. E mesmo assim, a acústica do chill out estava ótima. Não dava para ouvir o som alto da pista principal, o que foi confortável para quem queria descansar.

Além dos banheiros de alvenaria que ficavam dentro do salão social, foram espalhados diversos banheiros químicos pelo espaço todo. E detalhe: os banheiros estavam LIMPOS!

A escolha deste espaço foi sensacional e super segura. Sabemos que ultimamente a onda de invasões nas festas vêm crescendo, e no Palácio Sunset havia muros altos e com portaria distante da entrada principal, o que trouxe uma sensação de segurança para todos os ravers que decidiram levar barraca e acampar. A festa também contava com guarda volumes.

O PALCO QUE GANHOU VIDA

Uma das principais atrações do evento foram as cabeças de isopor que compunham o palco (elas ganharam vida durante a noite). O design do palco foi projetado pela Soul Arts Decor, que ganhou as gigantes cabeças esculpidas em isopor pelo artista PodeKre e o toque intergaláctico do mestre VJ Vacão com sua projeção mapeada de excelente qualidade.

Veja o making off do artista que fez as famosas cabeças gigantes:

O EVENTO

Chegamos por volta das 11h, e já encontramos filas na entrada (o pessoal resolveu chegar cedo para pegar os melhores lugares no camping). Após a troca dos ingressos pelas pulseiras, e a entrega dos alimentos não-perecíveis, passamos um tempo razoável aguardando a revista das bolsas. Após a conferência dos itens, montamos nossas barracas e seguimos para os palcos.

No sábado à tarde, logo quando o primeiro DJ se apresentava ao meio dia, o pessoal da VISUAL COLORS DECOR finalizava a tenda da pista principal. A tenda foi reutilizada de outra festa (Moonworld) e remontada de outra forma na Baobá, o que não tirou a imponência, grandiosidade e qualidade do trabalho desses mestres em psicodelia noturna. O sol estava alto e o calor já mostrava o que nos aguardava no dia seguinte: MUITO SOL.

Logo ao anoitecer, o som rolava alto nas duas pistas e muitas pessoas ainda chegavam ao evento, quando o tempo começou a virar. Caiu um temporal inimaginável! Em questão de minutos, as pessoas começaram a ir para as barracas procurar refúgio. Segundo o G1, os ventos chegaram a 100km/h. Vocês têm noção disso?! Em dias normais e sem chuva, a velocidade normal é de 12km/h. Com isso, um pedaço da tenda se desprendeu de sua estrutura. O som ainda estava rolando, mas, para manter a segurança de todos, a organização resolveu retirar os ravers da pista para desmontar a tenda que ali se encontrava despedaçada.

Ao sair da barraca depois da chuva, tivemos um susto: parecia uma visão pós apocalíptica. As estacas da tenda se encontravam vazias. Várias pessoas falaram que suas barracas ficaram molhadas internamente, que voaram, rasgaram, muitas pessoas molhadas e passando frio, procurando abrigo na barraca de amigos… o terreno ENCHARCADÍSSIMO e o palco sem projeção. Achamos que o evento tinha acabado ali.

O solo sagrado virou lama, mas tudo isso se tornou um detalhe. Quando o som voltou, a Baobá se reergueu novamente e mostrou pra todo mundo que aquilo era uma celebração de alegria. Pra quem leu atrás da pulseira a frase ‘’VAI DAR CERTO’’, conseguiu entender que este foi um evento diferente. Sentíamos nitidamente as boas energias, e, no final das contas, após tudo isso que aconteceu, a mensagem se tornou um presságio do Universo onde realmente TUDO DEU CERTO!

Foto: Bruno Menucci

No domingo, a pista inteirinha virou um mar de lama. Ficou difícil de andar, então a maioria dos ravers precisou tirar os sapatos. Isso permitiu um contato bem maior com a natureza. Além de contemplar um céu incrível e poder sentir a brisa do vento ao amanhecer, ganhamos o presente de SENTIR a mãe Terra.

E de pés descalços, podemos vagar pelas lamas da Baobá, com pensamentos positivos, rodeados de boas energias, boas pessoas em um final de semana INCRÍVEL e memorável para todos os presentes.

Foto: Hï BPM / Lorran Nascimento

Os produtores deram UM SHOW DE ORGANIZAÇÃO! Conseguiram administrar 9.100 pessoas, um dilúvio, desmontagem de tenda DURANTE O EVENTO, providenciaram caminhões pipa para abastecer os chuveiros para que todos se limpassem antes de ir embora, além de manter os banheiros LIMPOS e muuitas outras coisas.

 

APRESENTAÇÕES

O chill out trouxe uma mistura de sons para a parte superior do Palácio Sunset, onde quem estava pelo camping conseguiu descansar e até dormir, com dub, rap, minimal e tech house.

Como previsto, as 13 horas de prog ininterrupto deu o que falar! Não podemos negar que o line up estava incrível do início ao fim e aproveitamos cada segundo dele. No sábado tivemos nomes como Star Track, FNX e Menucci, que tocaram pra aquecer a galera pro que viria em breve.

Na madrugada tivemos Marambá e Killatk tocando um hi tech e logo em seguida tivemos um prog dark de qualidade com o Darky.

Ao amanhecer tivemos Altruism, Burn In Noise, Blazy, Special M, Aura VortexGottinari. A tarde foi comandada por DZP, Reality Test, Zanon, e muito mais.

DESTAQUES DA BAOBÁ

DARKY

Como único DJ de prog dark que assumiria as CDJs, sua apresentação deu outro clima para a madrugada da Baobá, surpreendendo com um set consistente em meio a grandes nomes. Para você que perdeu, confira abaixo o set na íntegra:

AURA VORTEX

O projeto brasileiro Aura Vortex já é uma unanimidade por todos os eventos que toca pelo país. Na Baobá não foi diferente, mesmo com uma alteração no horário da apresentação. É nítido ver o controle que ele tem sobre a galera, e quanto seus hits enlouquecem o público a cada drop. O chão parecia tremer, literalmente, quando tocou seus sucessos “Rampage” e “Imaginarium”.

Foto: Hï BPM / Lorran Nascimento

DZP

A vertente da festa foi o prog, ou como os ravers costumam dizer, “a farofada”. Nomes como DZP merecem destaque pela maneira como a pista reagiu. Era 12h do domingo, com um sol daqueles e sem sombra. A pista cheia de gente e todo mundo dançando com um set recheado de musica boa.

REALITY TEST

Podemos dizer que: A Nica sabe o que está fazendo e faz bem. O seu set trouxe a galera pro front mesmo com lama, onde ninguém ficou parado durante uma hora de sua apresentação, com as tracks que já conhecemos como “Just one Night” e “Passion”.

Um ponto interessante também foi que a mulher por trás do projeto Reality Test estava muito feliz! Quem já foi em outras apresentações dela conseguiu perceber nos olhos dela a diferença. Ela estava irradiante e agradeceu por tudo isso nas suas redes sociais: ‘’Brasil, estou usando o sorriso que você me deu”’

ZANON

Enquanto a tarde na Baobá contava com muito sol e lama, tivemos Zanon com seu progressive comandando a pista. Por onde ele passa, cativa o público com seu astral surpreendente e seu som de qualidade.

Na Baobá, Zanon abriu seu set com partes de seus maiores sucessos, seguido de uma mensagem de positividade a todos os presentes. Aliás, pra quem está ansioso, o lançamento da TÃAAO aguardada música “Moonworld” em colaboração com Basscanon está previsto para Janeiro de 2019.

Foto: Hï BPM / Lorran Nascimento

O final de semana teve tempestade e foi cheio de emoções. Mas fomos presenteados no Domingo com um novo dia, mostrando que tudo pode ser visto de outro ângulo e de forma positiva. E a natureza tem uma força que deve ser respeitada e admirada.

Ao final do evento, fomos surpreendidos com um helicóptero derrubando pétalas de rosas na pista em forma de agradecimento. E assim se encerrou a emocionante e surpreendente Baobá.

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

SIGA-NOS NO INSTAGRAM

QUER CONTEÚDO EXCLUSIVO? CADASTRE-SE NA HÏ BPM GOLD!

CONTATO

(11) 9 3455-5554 ADMINISTRATIVO

(11) 9 2001-9508 EDITORIAL

ONDE ESTAMOS

RUA VICENTE LEPORACE, CAMPO BELO, CEP: 04619-035 - SÃO PAULO - SP