O MELHOR DO PSYTRANCE

VOCÊ ENCONTRA AQUI!

Em sítio recém ampliado, 1ª edição do Maractus Festival impressiona com conceito “Eco” [REVIEW]

E pra quem apostou mais uma vez na Beats Art se deu bem. O Maractus Festival aconteceu no dia 22 de Setembro e foi um sucesso! Chega mais que a gente te conta tudo o que rolou por lá.

camping-maractus
Foto: Sigma F

ESTRUTURA

A primeira edição do Maractus Festival aconteceu no Sítio Santa Helena Eventos e Lazer. Você conhece este lugar? Ainda não?! Você está perdendo!

O Sitio Santa Helena é um local para lazer onde existem diversas atividades. A ideia de fazer um evento lá é ótima, pois, diferentemente de outros espaços para eventos, o sítio é grande e contém diversos espaços para convivência (não é só PISTA vs CAMPING vs PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO).

Se você não quer ficar na pista, o local conta com piscina, quadra, um gramado ENORME, lagos, um parquinho… em resumo, o que não falta é espaço. Essa ideia nos traz um diferencial onde o convívio entre as pessoas também é levado em consideração, uma vez que não existe só o front para ficarmos durante as 30 horas de um evento. Uma rave nos proporciona mais do que música: nos traz momentos únicos, novos amigos, novas conversas e isso não precisa necessariamente ser feito com som alto. Podemos usufruir do silêncio da natureza, do canto dos pássaros, observar os patos nadando no lago, a paisagem ao redor… tudo isso o Maractus nos trouxe neste evento. Nos trouxe vivência!

piscina-maractus
Foto: Sigma F

Além disso, o Maractus Festival estreou a nova estrutura do Sítio Santa Helena, com estacionamento e pista ampliados!
Num local alto e com vista privilegiada para o lago, a nova pista é larga e feita de areia para construção. Ao contrário do que imaginamos, a pista de areia foi bem recebida pelas pessoas. Não ficou fofa demais nem deixou todo mundo sujo de terra.
Todos os espaços do evento estacam bem localizados e integrados.

O palco foi todo decorado com pedaços de árvores do próprio local, mantendo a proposta de ser um evento voltado para a conscientização sobre o meio ambiente e sustentabilidade. A noite ele serviu de estrutura para receber projeções que fizeram os ravers transcenderem e mergulharem de vez em uma experiência audiovisual marcante.

PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO

Uma coisa que não podemos deixar de falar é sobre a praça de alimentação. O ponto mais gostoso foram os preços!!
Uma festa de qualidade precisa ter alimentos de qualidade e com preços acessíveis. Pra você ter uma ideia, teve espetinho de churrasco por R$7,00 e pão com carne louca por R$6,00. Usando esses valores como base, percebemos que todo o restante estava no precinho!
Além do preço, os alimentos eram frescos e bem servidos: sem miséria! Ponto positivíssimo para a Beats Art e seus fornecedores.

tenda-distante-maractus
Foto: Sigma F

APRESENTAÇÕES

As apresentações internacionais do argentino Pragmatix e dos Israelenses Genetrick e Azax não deixaram a desejar, e mostraram que entendem do assunto quando se trata de FOGO NO PARQUINHO. Fizeram um ótimo papel em aquecer a pista para os nossos queridos brasileiros.

O período noturno do Maractus Festival foi muito intenso e elogiado pelo público. A Beats Art trouxe para seu palco artilharia pesada para a noite no Sítio Santa Helena. Com uma intensa imersão psicodélica, unindo projeções, uma pirofagia PESADA e um som de alta qualidade, a noite foi comandada por ótimos sets apresentados por nomes como Attom, que controlou a viagem na pista por duas horas.

Junto a ele, não podemos deixar de mencionar o set de Sifer (que é o mais novo DJ da família Beats Art), Arkhos e a estreia do projeto Sonar Plexus (composto por Sifer e Arkhos), que mostraram para o público todo o potencial sonoro que o trabalho da dupla pode oferecer. E ficou para Killatk a importante missão de comandar a pista durante o nascer do sol do Maractus Festival, e ele o fez com propriedade, arrepiando mentes e corações com seu hi tech.

pirofagia-maractus-7-chackras
Foto: 7 Chackras

Os já conhecidos Electric Gene, Becker, Sayuri, Azzura entre outros que levantaram a galera e não deixaram ninguém parado durante o resto do domingo, mesmo com o calor absurdo que estava fazendo no sítio. O dia realmente foi lindo, com direito a tudo que um raver deseja. Pra quem ainda não viu o estrago que eles fizeram, acompanhe os vídeos que postamos em nosso Instagram (@hi.bpm).

sayuri-maractus
Foto: Sigma F

Na segunda parte do line up, chamada de “after” pela Beats Art, foi repleto de qualidade sonora, alegria, e gratas surpresas: além do ótimo set do jovem Sidewave, o projeto LASSI (pertencente a Rodrigo Lacerda, que é DJ e um dos donos da Beats Art) marcou presença e garantiu um encerramento com a qualidade digna que o Maractus Festival merecia.

lassi-maractus
Foto: Sigma F

Como surpresa do “after”, a apresentação do projeto LASSI foi marcada pela presença de um convidado especialíssimo: Yago Talarico, conhecido como fotógrafo do coletivo Sigma Fotografia, fez sua primeira apresentação como DJ ao lado de Rodrigo, iniciando em grande estilo seu projeto de psytrance denominado Chromia. Yago fez um b2b com Rodrigo, e juntos finalizaram o evento em grande estilo, com um som fino e pra ninguém botar defeito.

lassi-maractus
Foto: Sigma F

A festa foi linda, em um sítio lindo, em um dia privilegiado de sol. Teve piscina, som alto, espaço de sobra para camping, água e comida à um preço mais acessível. A energia da galera estava super gostosa, e não vimos perrengue nenhum! Apenas momentos felizes com pessoas felizes. A Beats Art está se superando a cada evento. ❤ Até a próxima!

 

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

SIGA-NOS NO INSTAGRAM

QUER CONTEÚDO EXCLUSIVO? CADASTRE-SE NA HÏ BPM GOLD!

CONTATO

(11) 9 3455-5554 ADMINISTRATIVO

(11) 9 2001-9508 EDITORIAL

ONDE ESTAMOS

RUA VICENTE LEPORACE, CAMPO BELO, CEP: 04619-035 - SÃO PAULO - SP