O MELHOR DO PSYTRANCE

VOCÊ ENCONTRA AQUI!

Farofa na Paulista reúne 7 mil pessoas e faz história [REVIEW]

No último domingo (30/09), a cidade de São Paulo recebeu uma rave a céu aberto, em plena Avenida Paulista. A ideia foi da Crew Shakeria que cuidou de tudo para que o evento ocorresse da melhor forma possível e a gente vai explicar tudo o que aconteceu AQUI!

A cena trance vem ganhando espaço entre os paulistas. Cada dia que passa, a música eletrônica atrai mais ouvintes até pela influência de alguns nomes como Alok e Vintage Culture, por exemplo. Esse é o início de uma evolução musical onde se abrem portas para descobrir outras vertentes, outros DJs e outros eventos.

O Farofa na Paulista reuniu cerca de 7 mil pessoas, acomodando os ravers praticamente nas duas faixas da avenida mais famosa da cidade. Um marco histórico pelo seu tamanho, mas mais pelo legado que foi deixado.

 

A ideia

O desejo inicial era fazer um encontrão no vão livre do MASP (Museu de Arte de São Paulo) onde as pessoas levariam suas caixas de som JBL para sincronizar a musica e ali fazer uma mini festa. A princípio, eram esperados cerca de 200 pessoas, mas em menos de uma semana o evento já tinha 6 mil confirmados e mais de 8 mil interessados.

Com isso, a crew correu atrás de estruturar melhor todas essas pessoas em um domingo na Avenida Paulista. Montaram um line-up de respeito com nomes como Bolghar, Sidewave e MK13, e a festa foi linda! O sol fez sua parte, animando ainda mais o público, que se divertia em dia de Paulista aberta ao público. A energia incrível da galera fazia com que mais pessoas se juntassem ao público ali presente, incluindo crianças, idosos e gestantes que aproveitavam outras programações disponíveis.

A carreata

Estava tudo ocorrendo normalmente até que o som parou. Silêncio. Gritos de euforia. O público esperando ansiosamente a música voltar. Mas não voltou. A Policia Militar precisou intervir para a segurança dos próprios participantes do evento pois havia uma manifestação política vindo em direção à aglomeração, o que poderia gerar atritos devido a divergências políticas de alguns participantes.

Mesmo com o número tão grande de interessados, não podíamos acreditar que realmente o evento teria proporções tão astronômicas. A Lei do Artista de Rua foi seguida para viabilizar a festa, porém o número de pessoas acabou sendo tão grande, que foi preciso trocar de local, de forma rápida e não planejada. “A crew já contava com essa possibilidade desde a ideia inicial do evento, resgatando algo mais underground que se passava na cena hippie e techno nos anos 80″, disse um dos organizadores do evento.

Mas isso não desanimou os organizadores. A Policia Militar os apoiou e indicou que eles poderiam continuar o evento na Praça da República, e foi pra lá que as pessoas foram. Várias pessoas ajudaram os organizadores com a desmontagem do palco na Paulista. Eles desceram a Rua Augusta em grupo, fazendo aquela farra e carregando gerador, tenda, mesa de som, embalados pelas caixinhas de som, contagiando a Rua Augusta e a Praça Roosevelt.

O caminho até a Praça da Republica foi uma real passeata da cena trance, pois praticamente todos que estavam na Avenida Paulista foram para o local a pé. Quando chegamos, a Praça estava LOTADA de ravers por todos os lados (acredito que tinham mais de 3500 pessoa por lá), e a festa retomou sua vibe.

 

Farofa na Paulista II?

O sucesso foi tão grande, que a Shakeria Crew já anunciou sua próxima edição. A data escolhida foi dia 09 de Dezembro (no domingo pós Mundo Psicodélico – Já sabemos onde vai ser o after, né?).
Esperamos todos na Avenida Paulista, desta vez, sem intervenção.

E vale lembrar uma coisa: nossa cena é linda, mas nem todos que estão presentes são realmente da cena. Vamos espalhar amor e principalmente RESPEITAR. Respeitar as pessoas e a cidade. Estamos vivendo um momento único e podemos fazer isso ser diferente!

Peace, Love, Unity, Respect? Afinal, isso nos move!

 

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

SIGA-NOS NO INSTAGRAM

QUER CONTEÚDO EXCLUSIVO? CADASTRE-SE NA HÏ BPM GOLD!

CONTATO

(11) 9 3455-5554 ADMINISTRATIVO

(11) 9 2001-9508 EDITORIAL

ONDE ESTAMOS

RUA VICENTE LEPORACE, CAMPO BELO, CEP: 04619-035 - SÃO PAULO - SP